IMG_1359_ed

Empresários apresentam vagas para alunos do Geração TEC

Empresários da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) estiveram no auditório da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), na última sexta-feira (2), para informar  aos estudantes do Geração TEC qual é a realidade atual do mercado de trabalho para quem desejar empregar-se como programador e os resultados parciais do programa. Nesta terça-feira (6) haverá mais um encontro, às 10 horas.

Desenvolvido por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), com apoio da Acate e de instituições e empresas do setor de tecnologia, o Geração TEC visa ensinar linguagens de programação (Java, C++, .NET e PHP) a pessoas acima de 17 anos.

Uma das estudantes da primeira turma do programa que se forma em dezembro, Bruna Amante, 23, diz que já conhece o mercado de trabalho e por isso escolheu a linguagem Java para ampliar seus conhecimentos. “Java é uma das linguagens de programação mais complicadas, mas é a parte que o mercado de trabalho precisa e a que me interessa mais”, narra Bruna, que também estuda Telecomunicações pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IF-SC).

Já Mateus Luiz da Costa, 19, está aprendendo a linguagem C++ e entrou no curso para ter uma mostra do que aprenderá na faculdade, além de tentar entrar no mercado de trabalho mesmo antes de formado. “Pretendo fazer o curso de Análise e Desenvolvimento de Informação ano que vem. O Geração TEC está me ajudando a decidir se realmente é isso que quero e conhecer as futuras empresas que posso trabalhar. É muito bom”, conta.

Para o secretário da SDS, Paulo Bornhausen, o Geração TEC abre um novo paradigma para o desenvolvimento de Santa Catarina. “Estamos preenchendo um vácuo existente entre os cursos de formação técnica e as necessidades reais das empresas”, diz. A Diretora de Administração da Fapesc, Alba Schlichting, expôs os resultados parciais do programa e informou que a apresentação dos alunos a empresas é mais uma etapa, que visa não apenas capacitar, como também acompanhar os alunos até o mercado de trabalho. “Espero que esse papel se inverta e que as empresas venham até os alunos”, completou Alba.

“Hoje, são mais de 300 empresas associadas a Acate e cerca de 900 cadastradas em nosso banco de dados. Em parceria com o Governo de Santa Catarina, estamos fazendo um mapeamento das empresas de tecnologia que podem gerar empregos”, informou o presidente da Acate, Rui Gonçalves.

O evento contou, ainda, com palestra motivacional proferida pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e com a presença de nove empresas de tecnologia. Entre elas, a People TI Consultoria, representada pela consultora de Recursos Humanos, Cláudia Petrus, que informou que atualmente a falta de emprego na Europa é uma realidade e que o Brasil vive o oposto. “Entretanto, ainda faltam pessoas qualificadas, e programas como o Geração TEC vêm suprir essa demanda”, relata.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.