Santa Catarina há anos tem se destacado como um dos principais polos tecnológicos do País, especialmente por conta do pioneirismo de diversas empresas e pelas tecnologias  desenvolvidas.

As soluções em softwares, hardwares, serviços e equipamentos atendem diversos segmentos de mercado com clientes em todas as regiões brasileiras. Grande parte dos clientes das empresas catarinenses estão fora do Estado – estima-se, em média, 70% dos usuários estejam fora do estado catarinense.

Atualmente são três grandes polos, nas seguintes regiões, com características próprias.

Grande Florianópolis

O polo abrange além da Capital, os municípios que compõem a Região da Grande Florianópolis. As empresas são, na sua maioria, de pequeno e médio porte, de software e serviços, destacando-se também no segmento de hardware e equipamentos de alta tecnologia e valor agregado.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é a principal instituição de ensino e pesquisa da região e responsável pela formação de grande parte da mão de obra especializada do segmento, em áreas como Engenharias, Ciências da Computação e Sistemas da Informação. Contribuiu também através de pesquisas desenvolvidas no âmbito da Graduação e Pós-graduação, para a criação de grande parte das empresas instaladas no polo.

A presença de fortes incubadoras de empresas de base tecnológica também é característica da região e um dos seus diferenciais em relação ao Estado e ao País. Na Capital, concentram-se duas das melhores incubadoras do Brasil (de acordo com a ANPROTEC – Associação Nacional de Parques e Incubadoras):

CELTA, da Fundação Certi: primeira incubadora a ser criada no Brasil e duas vezes considerada melhor incubadora do País.

MIDI Tecnológico, da ACATE e SEBRAE-SC: considerada em 2008 a melhor incubadora do País.

Blumenau

Berço do setor tecnológico catarinense, a região de Blumenau é reconhecida nacionalmente como o Vale do Software. A origem do segmento na região se deu, em grande parte, por conta da forte indústria presente, especialmente a têxtil.

Grande parte dos empreendedores que apostaram na informática saíram dos centros de processamento de dados de grandes indústrias do segmento têxtil e metal-mecânico. O setor de software blumenauense nasceu em meados da década de 1970, quando a cidade recebeu o bureau de processamento de dados do Centro Eletrônico da Indústria Têxtil (Cetil), que seria o primeiro polo industrial da região.

Há uma velha máxima na região de que em Blumenau tem mais empresas de software do que padarias – são mais de 500 companhias, especialmente desenvolvedores de software. Sistemas para gestão empresarial, como ERPs, CRMs, frente de caixa e automação comercial são alguns dos principais produtos gerados na região.

Joinville

Com características semelhantes a Blumenau, o polo tecnológico de Joinville se deve, em grande parte, à presença de grandes indústrias na região, especialmente no segmento metal-mecânico e têxtil. Os empreendedores do setor tecnológico saíram, em boa parte, destas companhias.

Foi da região que nasceram grandes empresas de softwares com atuação nacional como a Datasul e a Logocenter, ambas compradas pelo grupo nacional TOTVS. Hoje o município possui ampla rede de cursos técnicos e universitários para formação de profissionais, sendo que várias empresas orbitam em torno das grandes, já de atuação consolidada no seus respectivos mercados.

Outros polos

Outras cidades catarinenses, tais como: Itajaí, Lages, Jaraguá do Sul, Chapecó, Tubarão e Criciúma, tem despertado sua vocação empreendedora no segmento da tecnologia, formando novos núcleos de empresas que apóiam indústrias da região, como também vendem produtos para todo o país.

Áreas de atuação das empresas catarinenses:

  • Agronegócio
  • Área Contábil
  • Área Jurídica
  • Automação Comercial
  • Aviação
  • Bancos e Financeiras
  • Educação
  • Energia
  • Engenharia e Construção
  • Entretenimento
  • Equipamentos Eletrônicos/Elétricos
  • Gestão Empresarial
  • Governança Corporativa
  • Governo Eletrônico
  • Indústria
  • Infraestrutura de Hadware e Redes
  • Internet e Serviços
  • Jogos
  • Mídia
  • Negócios Eletrônicos
  • Saúde
  • Segurança da Informação
  • Socioambiental
  • Software Embarcado
  • Software Outsourcing
  • Telecomunicações