Posts

timthumb

Geração TEC abre inscrições em Rio do Sul

O Geração TEC, programa do Governo do Estado que visa formar mais profissionais para incrementar o mercado de tecnologia, está disponibilizando 60 vagas para Rio do Sul. As inscrições podem ser feitas pelo site www.geracaotec.sc.gov.br a partir desta quarta-feira, 7. “O programa é gratuito e visa qualificar profissionais para suprir a demanda do setor de tecnologia da informação, estimulando o desenvolvimento econômico catarinense”, reforça a secretária do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Lucia Dellagnelo.

São oferecidos os cursos de Suporte/Help Desk e Desenvolvimento PHP, com 30 vagas cada. As aulas serão na Universidade para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi), aos sábados. A idade mínima para participar é 17 anos, sendo necessário ter concluído ou estar cursando o último período do ensino médio, conhecimentos em raciocínio lógico e não estar empregado em atividades relacionadas à Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Inscreva-se aqui

A previsão é que as aulas iniciem dia 14 de junho. Desenvolvido pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), o Geração TEC conta com parceria da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e do Instituto Internacional de Inovação (i3).

Mais vagas – Chapecó, Lages, Joinville, Florianópolis e São José também estão com processo seletivo aberto para o Geração TEC. As inscrições encerram nesta quinta-feira, 8, e também são feitas pelo site do programa. No total, são 230 vagas, divididas entre os cursos de Suporte/HelpDesk, Delphi, .Net e Java.

2013_05_27_gtecsite

7 perguntas clichês em entrevistas de emprego e como respondê-las

Para se dar bem em uma entrevista de emprego é preciso se destacar. Existem perguntas que fazem parte do roteiro de todas elas. Mesmo as perguntas sendo clichês, as repostas do candidato não precisam seguir essa linha. Cair no lugar comum e ter respostas prontas pode ser motivo de desclassificação nos primeiros minutos de conversa.

Veja como desenvolver respostas criativas para perguntas clássicas em entrevistas de emprego:

“Fale sobre você”

Não repita o que está no seu currículo, enfatize os pontos mais importantes da sua carreira como as realizações e metas.

“Por que você quer trabalhar aqui?”

Fazer uma pesquisa breve sobre a empresa é indispensável para ter uma resposta fundamentada e impressionar o recrutador.

“Quais são seus pontos fortes?”

Escolha citar pontos fortes que condizem com a necessidade do cargo oferecido e justifique com fatos ocorridos.

“Quais são suas principais fraquezas?”

O erro mais comum é citar um ponto forte disfarçado de fraqueza. Reconheça que elas existem, e diga que está trabalhando para melhorar esta falha.

“Como você se imagina em cinco ou 10 anos?”

Você deve demonstrar o comprometimento com a empresa, mostrando que pretende crescer no seu cargo e expandir suas habilidades para benefício próprio e da empresa.

“Como você lida com conflitos?”

Seja objetivo e descreva situações onde já passou por conflitos e soube como resolvê-los.

“Por que devemos contratá-lo?”

Essa é a pergunta mais importante e decisiva. Foque nas suas melhores habilidades e realizações, e convença o recrutador que é a melhor opção para o cargo.

 

Com informações do site Universia

2013-08-26-geracaotec

Como montar um currículo imbatível

Um currículo bem elaborado já é um grande passo para quem procura entrar no mercado.  É essencial que o candidato tenha postura profissional, conheça seu potencial e seja objetivo, economizando o tempo do seu recrutador.

“O currículo é o primeiro contato com o selecionador. Ele pode abrir ou fechar portas” afirma a gerente de marketing da Catho, Carolina Stilhano.

Cada empresa possui um perfil, desta forma é necessário adequar o currículo para a vaga, contendo somente as informações mais precisas.

Estas e mais dicas você pode ver aqui (Istoé Dinheiro)

Confira também o que deve ser evitado na hora de elaborar um currículo para a área de TI (IDGNOW)

Faça aqui downloads de modelos de currículos (Exame)

b

O que não pode faltar no seu currículo

A falta de informações relevantes no seu currículo profissional pode prejudicar na hora de conseguir um emprego. Um dos segredos é adaptar seu currículo com as particularidades de cada vaga e de cada empresa.

As empresas buscam profissionais qualificados, com boas referências e com currículos que tenham informações coerentes a respeito do candidato.

Veja no site universia sete itens importantes para acrescentar no seu currículo.

1207911_67279103

Como decolar na carreira de TI

Foi-se o tempo em que o profissional de TI ficava imerso em códigos e algoritmos, com os olhos fixos na tela, sem que a interação com colegas de trabalho fosse o seu forte durante o expediente.

Dominar as linguagens de programação não é mais o bastante para a carreira deslanchar. As empresas querem e contratam quem vai além deste perfil técnico. Por isso novas habilidades entram para o currículo de quem é destaque nos processos seletivos.

Exame.com consultou dois especialistas que atuam no mercado de TI para saber quais são as competências mais valorizadas por eles na hora de bater o martelo sobre uma contratação. Confira quais as dicas que eles deram para aumentar as chances da carreira em TI decolar:

1 Entenda o negócio

“Parece básico, mas tem sido um diferencial para profissionais de TI”, diz Odair Marcondes, diretor de serviços da CAS Tecnologia, empresa especializada em soluções de automação, armazenamento e leitura de dados.

Conhecer o mercado em que está inserida a empresa, como ela atua, qual é o seu produto é condição fundamental para que o profissional de TI tenha uma visão mais ampla dos negócios, de acordo com Marcondes. “Essa habilidade agrega valor interessante e diminui o tempo de desenvolvimento das soluções de TI”, diz.

“Na parte de negócios são poucos que se destacam, falta aos profissionais essa capacidade de abrir a visão dos negócios”, diz Paulo Kulikovsky, vice-presidente da Certisign, que atua com certificação digital no país. “É importante saber em que mercado está inserido o produto, não apenas codificar dados”, concorda Marcondes.

2 Tenha a visão voltada pra o cliente

De nada adianta desenvolver a mais eficiente e sofisticada das ferramentas se o cliente não vai conseguir trabalhar de forma fácil.
Por isso, na opinião de Kulikovsky, o olhar do profissional de TI deve ir muito além muito dos códigos que aparecem na sua tela.

“É preciso entender o outro lado da história, pensar no cliente, olhar pelo lado dele”, diz o vice-presidente da Certisign. A proximidade é importante para que o profissional de TI consiga sugerir soluções que atendam às especificidades de cada cliente.

3 Trabalhe em equipe

Ficar restrito à mesa – sem olhar muito para o lado – é um estereótipo antigo comumente usado na definição dos profissionais de TI. Hoje em dia, postura nessa linha passou a ser um limitador de carreira. “Não há mais espaço para um profissional que, em tese, acha que está tudo certo se ele está fazendo a parte dele”, diz Marcondes.

Apostar na interação com os colegas do mesmo e de outros é uma qualidade muito valorizada. “O trabalho em equipe é importante para que o profissional saiba o que deve fazer para que a engrenagem gere o menor ruído possível”, diz Marcondes.

4 Aposte na sua capacidade de comunicação e negociação

Vender uma ideia, sugerir, propor e negociar soluções exige do profissional de TI um investimento na sua capacidade de comunicação.
Afinal traduzir a linguagem técnica para quem é leigo não é tarefa das mais simples. “Para isso é essencial conseguir se expressar bem”, diz Kulikovsky.

Do contrário, explica o vice-presidente da Certisign, fica difícil mostrar as pessoas o que foi gerado de valor. “É preciso fazer apresentações ao vivo, redigir relatórios, emails”, lembra Kulikovsky.

5 Complete os ciclos nas empresas

“Aqui analisamos currículo de uma pessoa que, em dois anos, passou por cinco empresas. Nesses casos a gente já descarta esse profissional”, diz Marcondes.De acordo com ele, a movimentação intensa de carreira (sem muito critério de escolha das empresas) é prejudicial para a qualidade do trabalho .

“O pior é o profissional que pula de um trabalho para outro, porque se ele não fica muito tempo na empresa não consegue agregar valor com a experiência do negócio”, diz Marcondes. Ele lembra que é mais fácil aprender uma linguagem nova de programação do que se inserir em um negócio.

 

Exame – 29/01/2013

Link de origem

DSC07777

Geração TEC certifica novos programadores no Norte do Estado

Com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento econômico por meio da formação de profissionais na área de Tecnologia, o Geração TEC habilitou mais 76 programadores em Joinville, nesta segunda-feira, 27. Esta é a primeira turma na região e o curso concluído foi nas linguagens Java/PHP, C# e .NET. “O diferencial desta turma foi a participação de mulheres, cerca de 20%”, assinala a coordenadora estadual do Geração TEC, Alba Schlichting, destacando que o índice médio é de 10% em outras regiões do Estado.

Foram três meses e meio de curso, com 260 horas/aula. Alba lembrou a importância da participação dos empresários da região para esta nova etapa, onde os programadores passarão por entrevistas de emprego. “O resultado foi muito bom, temos alguns alunos que já saem do Geração TEC empregados. Queremos dar continuidade e esperamos ainda mais de Joinville”, revela.

Durante a cerimônia, foi apresentado o trabalho de conclusão de curso da formanda Cláudia Regina Marconato. A representante dos estudantes mostrou um projeto integrador, chamado Gerenciador de agendamentos, para salões de beleza. O aplicativo foi desenvolvido no curso de Java/PHP.

Realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), o programa foi lançado há um ano e formou 458 técnicos em Santa Catarina.

Sucesso profissional

Três passos importantes para construir uma carreira de sucesso

Objetivo, análise e organização são as bases de uma carreira profissional bem sucedida. As dicas são da consultora Erika Andersen em seu blog para a revista Forbes. O texto foi resumido e traduzido pelo portal Olhar Digital.

Erika destaca a importância de planejamento para alcançar os objetivos. Mas o primeiro passo é tê-los bem focados naquelo que você gosta e manter os pés no chão.

Analise também o mercado em que você planeja se inserir e planejo como deseja colocar em prática seu sonho profissional. Na fase de planejamento, Erika orienta a procurar informações com profissionais já empregados na área e buscar capacitação!

Para ler mais sobre as dicas, clique aqui.