Posts

Processo seletivo 2013

Geração TEC prorroga inscrições até 24 de junho

As inscrições para o processo seletivo do programa Geração TEC foram prorrogadas até o dia 24 de junho, às 16h. Ao todo, são 580 vagas abertas em seis cidades do Estado.

O programa é destinado a jovens com 17 anos ou mais, que tenham completado o ensino médio ou estejam no último ano, com conhecimentos básicos em informática e que não estejam trabalhando com atividades relacionadas à TIC.

Nesta etapa em Chapecó serão disponibilizadas 75 vagas para os cursos de Suporte/Help Desk e Delphi. Em Criciúma, serão 60 vagas para Java e Power Builder. 35 vagas para o curso de Suporte/Help Desk é a demanda de Tubarão. Em Joinville, os alunos poderão optar por C++,PHP e Delphi. Já em Itajaí, serão oferecidas 60 vagas de Java e .NET. Na Grande Florianópolis restam 260 vagas para os cursos de Delphi, C++, Teste de Software, Montagem Eletrônica/Elétrica, Arte e Design Games e Programação Games. As turma de Java, em Florianópolis, e de Suporte/Help Desk, em Itajaí, foram preenchidas.

INSCREVA-SE AGORA MESMO!

O Geração TEC é um programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), realizado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), em parceria com o Instituto Internacional de Inovação (i3) e com a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e instituições do setor de tecnologia das cidades atendidas.

banner

Programa Geração TEC lança turma de Java em Lages

Jovens e adultos que queiram atuar no setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC) podem se inscrever no Geração TEC, programa desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC). As inscrições podem ser feitas pelo site www.geracaotec.sc.gov.br a partir desta quinta-feira (4). O curso é gratuito e os interessados têm até 2 de maio para se inscrever.

Para o secretário da SDS, Paulo Bornhausen, o Geração TEC forma profissionais para a nova economia catarinense. “Este programa acende em Santa Catarina o farol da inovação: oferece oportunidades aos jovens catarinenses e atende a demanda do setor de tecnologia com profissionais capacitados para atuarem na nova economia catarinense”, avalia Bornhausen.

Nesta etapa em Lages, serão oferecidas 50 vagas para o curso de linguagem de programação Java. A duração prevista é de 360 horas-aula.

As aulas ocorrerão no Laboratório da Fundação Carlos Joffre, de segunda a sexta-feira. Serão 25 vagas para o período vespertino – das 13h às 17h , e 25 vagas para o noturno – das 18h às 22h.

Para participar é necessário ter 17 anos ou mais, estar cursando o último ano do ensino médio ou ter concluído, ter conhecimento básico em informática e em lógica de programação e não estar empregado em atividades relacionadas à TIC.

O Geração TEC já formou 2092 jovens e adultos em 12 cidades do Estado desde 2011. Em Lages, 99 pessoas foram capacitadas no último ano.

O programa tem a parceria do i3 (Instituto Internacional de Inovação), da ACATE (Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia) e, em Lages, da Fundação Carlos Joffre.

Inscreva-se!

1207911_67279103

Como decolar na carreira de TI

Foi-se o tempo em que o profissional de TI ficava imerso em códigos e algoritmos, com os olhos fixos na tela, sem que a interação com colegas de trabalho fosse o seu forte durante o expediente.

Dominar as linguagens de programação não é mais o bastante para a carreira deslanchar. As empresas querem e contratam quem vai além deste perfil técnico. Por isso novas habilidades entram para o currículo de quem é destaque nos processos seletivos.

Exame.com consultou dois especialistas que atuam no mercado de TI para saber quais são as competências mais valorizadas por eles na hora de bater o martelo sobre uma contratação. Confira quais as dicas que eles deram para aumentar as chances da carreira em TI decolar:

1 Entenda o negócio

“Parece básico, mas tem sido um diferencial para profissionais de TI”, diz Odair Marcondes, diretor de serviços da CAS Tecnologia, empresa especializada em soluções de automação, armazenamento e leitura de dados.

Conhecer o mercado em que está inserida a empresa, como ela atua, qual é o seu produto é condição fundamental para que o profissional de TI tenha uma visão mais ampla dos negócios, de acordo com Marcondes. “Essa habilidade agrega valor interessante e diminui o tempo de desenvolvimento das soluções de TI”, diz.

“Na parte de negócios são poucos que se destacam, falta aos profissionais essa capacidade de abrir a visão dos negócios”, diz Paulo Kulikovsky, vice-presidente da Certisign, que atua com certificação digital no país. “É importante saber em que mercado está inserido o produto, não apenas codificar dados”, concorda Marcondes.

2 Tenha a visão voltada pra o cliente

De nada adianta desenvolver a mais eficiente e sofisticada das ferramentas se o cliente não vai conseguir trabalhar de forma fácil.
Por isso, na opinião de Kulikovsky, o olhar do profissional de TI deve ir muito além muito dos códigos que aparecem na sua tela.

“É preciso entender o outro lado da história, pensar no cliente, olhar pelo lado dele”, diz o vice-presidente da Certisign. A proximidade é importante para que o profissional de TI consiga sugerir soluções que atendam às especificidades de cada cliente.

3 Trabalhe em equipe

Ficar restrito à mesa – sem olhar muito para o lado – é um estereótipo antigo comumente usado na definição dos profissionais de TI. Hoje em dia, postura nessa linha passou a ser um limitador de carreira. “Não há mais espaço para um profissional que, em tese, acha que está tudo certo se ele está fazendo a parte dele”, diz Marcondes.

Apostar na interação com os colegas do mesmo e de outros é uma qualidade muito valorizada. “O trabalho em equipe é importante para que o profissional saiba o que deve fazer para que a engrenagem gere o menor ruído possível”, diz Marcondes.

4 Aposte na sua capacidade de comunicação e negociação

Vender uma ideia, sugerir, propor e negociar soluções exige do profissional de TI um investimento na sua capacidade de comunicação.
Afinal traduzir a linguagem técnica para quem é leigo não é tarefa das mais simples. “Para isso é essencial conseguir se expressar bem”, diz Kulikovsky.

Do contrário, explica o vice-presidente da Certisign, fica difícil mostrar as pessoas o que foi gerado de valor. “É preciso fazer apresentações ao vivo, redigir relatórios, emails”, lembra Kulikovsky.

5 Complete os ciclos nas empresas

“Aqui analisamos currículo de uma pessoa que, em dois anos, passou por cinco empresas. Nesses casos a gente já descarta esse profissional”, diz Marcondes.De acordo com ele, a movimentação intensa de carreira (sem muito critério de escolha das empresas) é prejudicial para a qualidade do trabalho .

“O pior é o profissional que pula de um trabalho para outro, porque se ele não fica muito tempo na empresa não consegue agregar valor com a experiência do negócio”, diz Marcondes. Ele lembra que é mais fácil aprender uma linguagem nova de programação do que se inserir em um negócio.

 

Exame – 29/01/2013

Link de origem

Geração TEC: formatura em Rio do Sul

Programa estadual forma programadores em Rio do Sul

O programa Geração TEC, de capacitação para tecnologia, formou 22 novos programadores em linguagem PHP, nesta quarta-feira (31), em Rio do Sul. “O Geração TEC ajudará Santa Catarina a atingir o estado máximo da inovação com uma geração capacitada para atuar com a tecnologia”, avaliou o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen.

Os alunos formados nesta etapa receberam a capacitação entre os meses de junho e agosto. “Esse programa é importante porque investe no desenvolvimento de uma área que vai trazer retorno também para a área social do estado. Com o conhecimento que recebemos aqui daremos nossa contribuição para a sociedade”, avalia o formando Thomas Vieira.

O programa Geração TEC é uma ação da SDS, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (FAPESC), em parceria com a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) e o Instituto i3. A capacitação em Rio do Sul foi realizada em parceria com a Fundação Universidade para Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi).

Inscrições

Geração TEC abre novas turmas em quatro regiões

ATUALIZADO EM 25/05/2012

Jovens acima de 17 anos que queiram atuar na área Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) podem se inscrever no Geração TEC, programa desenvolvido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), em parceria com a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e Instituto Internacional de Inovação (i3). As inscrições abrem nesta segunda-feira (23) e vão até dia 5 de junho pelo site www.geracaotec.sc.gov.br. O curso é gratuito e serão disponibilizadas 230 vagas, sendo 60 em Chapecó, 60 em Rio do Sul, 30 em Joaçaba e 80 em Jaraguá do Sul.

INSCREVA-SE AQUI!

O Geração TEC visa formar mais profissionais para incrementar o mercado, estimulando o desenvolvimento econômico catarinense. É necessário que o candidato tenha o ensino médio completo ou esteja cursando o último ano e não trabalhe com programação. “Estamos preenchendo o vácuo existente entre os cursos de formação profissional e as vagas abertas no mercado do setor de TIC”, explica o titular da SDS, Paulo Bornhausen.

Currículo diferenciado

O Geração TEC tem como base levantamentos do setor de TIC realizado em todas as regiões do Estado. Seu principal diferencial é o currículo desenhado para atender as demandas atuais dos mercados de trabalho locais e a orientação profissional dos alunos ao longo dos cursos. O programa já foi implantado também em Lages, Blumenau, Joinville, Criciúma, Tubarão e Grande Florianópolis.

Em Chapecó serão disponibilizadas 30 vagas para linguagens .NET/PHP e outras 30 para Delphi/Java. Rio do Sul oferecerá 30 vagas para PHP e outras 30 para Delphi/GeneXus. Já em Jaraguá do Sul, os candidatos poderão optar por aulas de Java ou . NET, onde cada turma terá 40 alunos. Nestas cidades as aulas serão no período vespertino. Por fim, em Joaçaba serão 30 selecionados para estudarem Delphi/Java.

Aula Magna

Programa Geração TEC capacitará jovens para tecnologia

Com o objetivo de formar mais profissionais na área de tecnologia, impulsionando o desenvolvimento econômico, nesta quarta-feira (10), no Senac, foi lançado o programa Geração TEC. A iniciativa é do Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). “Santa Catarina já desponta no cenário nacional como uma referência em tecnologia. Esse programa é uma importante iniciativa da nossa administração para desenvolver ainda mais nosso Estado”, afirma o governador Raimundo Colombo.

Para o secretário da SDS, Paulo Bornhausen, o Geração TEC abre um novo paradigma para o desenvolvimento de Santa Catarina. “Estamos  plantando bases para o Estado chegar ao patamar de inovação máxima”, relata. Bornhausen diz que esta conquista será feita através da qualificação, e para isso, educação é o marco fundamental. Os cursos são gratuitos, para jovens acima de 17 anos, com ensino médio completo (ou cursando o último ano) e que não trabalhem com programação.

O programa tem apoio, em Florianópolis, da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), além de instituições privadas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). “Todos que conseguirem um bom índice de aproveitamento terão espaço no mercado”, avaliza o presidente da Acate, Rui Luiz Gonçalves. Segundo ele, o setor está em expansão constante e necessita de profissionais qualificados.

A primeira etapa acontece em Florianópolis, onde estão sendo selecionados 140 alunos. As turmas serão dividas pelas linguagens de programação oferecidas (Java, C++, Delphi, PHP e .Net). Ao final do curso, haverá acompanhamento da dinâmica do mercado de trabalho em tecnologia por meio do monitoramento profissional dos participantes do programa. As inscrições para a primeira fase podem ser feitas pelo site do Geração TEC até 20 de agosto.

“Santa Catarina precisa focar nas oportunidades internas e todas as ações de hoje são enquadradas pela tecnologia”, esclarece o governador. Um mapeamento está sendo realizado para que o Geração TEC atinja todas as regiões do Estado. “Temos um potencial extraordinário e este trabalho, feito de maneira ágil e eficaz, irá repercutir não apenas em nossa economia, como para a vida das pessoas”, finaliza Colombo.

Aula será no auditório do Senac, na Prainha, em Florianópolis

Governo lança projeto de capacitação em tecnologia

Nesta quarta-feira (10), às 14h30, o governador Raimundo Colombo ministrará a aula magna de lançamento do Geração TEC, programa de formação de profissionais qualificados para área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), desenvolvido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS). “A tecnologia da informação é a ferramenta com a qual o Governo do Estado pretende colocar a economia catarinense em um novo patamar”, explica o secretário da SDS, Paulo Bornhausen.

O evento acontecerá no auditório do Senac, no bairro Prainha em Florianópolis. Programa da SDS, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), o Geração TEC tem apoio da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e de instituições privadas de TIC. “Capacitar os jovens para este setor é gerar oportunidades de ocupação e renda, dotando o mercado de profissionais preparados para esse desafio”, diz Bornhausen. Para a formação das primeiras turmas, o programa terá a parceria do Senac.

Capacitação para tecnologia

Os cursos serão gratuitos e de curta duração, sendo necessário que os candidatos tenham a partir de 17 anos, ensino médio completo (ou esteja cursando o último ano) e não trabalhem com programação. “Critérios como raciocínio lógico desenvolvido, conhecimentos em matemática e inglês são levados em conta para o ingresso no programa”, diz o presidente da Acate, Rui Luiz Gonçalves.

O Geração TEC tem como base o mapeamento do setor realizado pelo Governo em várias regiões de Santa Catarina. Seu principal diferencial é o currículo desenhado para atender as demandas locais e a orientação profissional dos alunos ao longo dos cursos. A meta é formar cinco mil pessoas na capacitação até 2014 em todo Estado.

A primeira etapa acontece em Florianópolis. Inicialmente estão sendo selecionados 140 alunos. As turmas serão dividas pelas linguagens de programação oferecidas (Java, C++, Delphi, PHP e .Net). Ao final do curso, haverá acompanhamento da dinâmica do mercado de trabalho em tecnologia por meio do monitoramento profissional dos participantes do programa. As inscrições para a primeira fase podem ser feitas pelo site do Geração TEC até 20 de agosto.