Posts

ultimos_dias

Inscrições para o Geração TEC encerram na próxima semana

O Geração TEC, programa gratuito do Governo do Estado para a formação de profissionais na área de tecnologia, abrirá novas turmas em Chapecó, Lages, Joinville, Florianópolis e São José, totalizando 230 vagas. “Esta é uma oportunidade para aqueles que desejam trabalhar com tecnologia e inovação, áreas que têm papel de destaque na nova economia catarinense”, afirma a secretária do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Lucia Dellagnelo. As inscrições podem ser feitas pelo site: www.geracaotec.sc.gov.br até dia 8 de maio.

O curso de Suporte/HelpDesk será realizado em Chapecó, Lages, Joinville e São José. Para Joinville há, ainda, a opção de programação Delphi e para São José, programação Java. As aulas em Florianópolis serão de programação .Net e Java. É necessário que os candidatos tenham no mínimo 17 anos, não trabalhem com programação e tenham completado o ensino médio (ou que estejam cursando o último ano).

O Geração TEC é um programa da SDS, realizado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), em parceria com o Instituto Internacional de Inovação (i3) e com a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e instituições do setor de tecnologia das cidades atendidas.

1207911_67279103

Como decolar na carreira de TI

Foi-se o tempo em que o profissional de TI ficava imerso em códigos e algoritmos, com os olhos fixos na tela, sem que a interação com colegas de trabalho fosse o seu forte durante o expediente.

Dominar as linguagens de programação não é mais o bastante para a carreira deslanchar. As empresas querem e contratam quem vai além deste perfil técnico. Por isso novas habilidades entram para o currículo de quem é destaque nos processos seletivos.

Exame.com consultou dois especialistas que atuam no mercado de TI para saber quais são as competências mais valorizadas por eles na hora de bater o martelo sobre uma contratação. Confira quais as dicas que eles deram para aumentar as chances da carreira em TI decolar:

1 Entenda o negócio

“Parece básico, mas tem sido um diferencial para profissionais de TI”, diz Odair Marcondes, diretor de serviços da CAS Tecnologia, empresa especializada em soluções de automação, armazenamento e leitura de dados.

Conhecer o mercado em que está inserida a empresa, como ela atua, qual é o seu produto é condição fundamental para que o profissional de TI tenha uma visão mais ampla dos negócios, de acordo com Marcondes. “Essa habilidade agrega valor interessante e diminui o tempo de desenvolvimento das soluções de TI”, diz.

“Na parte de negócios são poucos que se destacam, falta aos profissionais essa capacidade de abrir a visão dos negócios”, diz Paulo Kulikovsky, vice-presidente da Certisign, que atua com certificação digital no país. “É importante saber em que mercado está inserido o produto, não apenas codificar dados”, concorda Marcondes.

2 Tenha a visão voltada pra o cliente

De nada adianta desenvolver a mais eficiente e sofisticada das ferramentas se o cliente não vai conseguir trabalhar de forma fácil.
Por isso, na opinião de Kulikovsky, o olhar do profissional de TI deve ir muito além muito dos códigos que aparecem na sua tela.

“É preciso entender o outro lado da história, pensar no cliente, olhar pelo lado dele”, diz o vice-presidente da Certisign. A proximidade é importante para que o profissional de TI consiga sugerir soluções que atendam às especificidades de cada cliente.

3 Trabalhe em equipe

Ficar restrito à mesa – sem olhar muito para o lado – é um estereótipo antigo comumente usado na definição dos profissionais de TI. Hoje em dia, postura nessa linha passou a ser um limitador de carreira. “Não há mais espaço para um profissional que, em tese, acha que está tudo certo se ele está fazendo a parte dele”, diz Marcondes.

Apostar na interação com os colegas do mesmo e de outros é uma qualidade muito valorizada. “O trabalho em equipe é importante para que o profissional saiba o que deve fazer para que a engrenagem gere o menor ruído possível”, diz Marcondes.

4 Aposte na sua capacidade de comunicação e negociação

Vender uma ideia, sugerir, propor e negociar soluções exige do profissional de TI um investimento na sua capacidade de comunicação.
Afinal traduzir a linguagem técnica para quem é leigo não é tarefa das mais simples. “Para isso é essencial conseguir se expressar bem”, diz Kulikovsky.

Do contrário, explica o vice-presidente da Certisign, fica difícil mostrar as pessoas o que foi gerado de valor. “É preciso fazer apresentações ao vivo, redigir relatórios, emails”, lembra Kulikovsky.

5 Complete os ciclos nas empresas

“Aqui analisamos currículo de uma pessoa que, em dois anos, passou por cinco empresas. Nesses casos a gente já descarta esse profissional”, diz Marcondes.De acordo com ele, a movimentação intensa de carreira (sem muito critério de escolha das empresas) é prejudicial para a qualidade do trabalho .

“O pior é o profissional que pula de um trabalho para outro, porque se ele não fica muito tempo na empresa não consegue agregar valor com a experiência do negócio”, diz Marcondes. Ele lembra que é mais fácil aprender uma linguagem nova de programação do que se inserir em um negócio.

 

Exame – 29/01/2013

Link de origem

1035516_88170873 (1)

Geração TEC oferece mais dois cursos em Lages

Estão abertas inscrições para os cursos de Web Design e Teste de Software, em Lages. As capacitações fazem parte do Geração TEC, programa da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) que visa formar profissionais na área de Tecnologia, impulsionando o desenvolvimento econômico da região.

As aulas de Web Design serão no período matutino, no laboratório do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), de segunda a sexta-feira, com uma carga de 116 horas/aula. Já no curso de Teste de Software as aulas serão no laboratório da Fundação Carlos Joffre à noite, também de segunda a sexta-feira, totalizando 100 horas/aula. “O diferencial do programa são os currículos, montados em parceria com as empresas do setor”, avalia o secretário da SDS, Paulo Bornhausen.

INSCREVA-SE AQUI

Serão disponibilizadas 25 vagas em cada linguagem. Os cursos são gratuitos, para jovens acima de 17 anos, com ensino médio completo ou cursando o último ano e que não trabalhem com programação. As inscrições são até dia 4 de outubro no site http://www.geracaotec.sc.gov.br/ .

 

DSC07777

Geração TEC certifica novos programadores no Norte do Estado

Com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento econômico por meio da formação de profissionais na área de Tecnologia, o Geração TEC habilitou mais 76 programadores em Joinville, nesta segunda-feira, 27. Esta é a primeira turma na região e o curso concluído foi nas linguagens Java/PHP, C# e .NET. “O diferencial desta turma foi a participação de mulheres, cerca de 20%”, assinala a coordenadora estadual do Geração TEC, Alba Schlichting, destacando que o índice médio é de 10% em outras regiões do Estado.

Foram três meses e meio de curso, com 260 horas/aula. Alba lembrou a importância da participação dos empresários da região para esta nova etapa, onde os programadores passarão por entrevistas de emprego. “O resultado foi muito bom, temos alguns alunos que já saem do Geração TEC empregados. Queremos dar continuidade e esperamos ainda mais de Joinville”, revela.

Durante a cerimônia, foi apresentado o trabalho de conclusão de curso da formanda Cláudia Regina Marconato. A representante dos estudantes mostrou um projeto integrador, chamado Gerenciador de agendamentos, para salões de beleza. O aplicativo foi desenvolvido no curso de Java/PHP.

Realizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), o programa foi lançado há um ano e formou 458 técnicos em Santa Catarina.

formatura

Programa Geração TEC forma mais 68 programadores em Florianópolis

Mais uma turma do programa Geração TEC conclui uma etapa em Florianópolis. A entrega dos diplomas será nesta quinta-feira, 5, às 17h, no auditório da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia  (Acate). “O Governo vem tratando a geração de emprego como prioridade, e o programa qualifica pessoas para atuarem em uma área cuja demanda só aumenta”, afirma o secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Paulo Bornhausen.

São 68 formandos divididos em três turmas, sendo duas nas linguagens SQL, com duração de 80 horas e uma de Cobol, com 120 horas de curso. Realizado pelo Governo do Estado, através SDS e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), com a parceria da Acate e Instituto Internacional de Inovação (i3), o Geração TEC visa capacitar jovens na área tecnológica, impulsionando o desenvolvimento econômico.

O curso tem turmas em andamento também em Joinville, Criciúma, Tubarão, Lages, Blumenau, Chapecó, Rio do Sul, Joaçaba e na Grande Florianópolis. O principal diferencial do Geração TEC é o currículo desenhado para atender as demandas locais e a orientação profissional dos alunos ao longo da capacitação. A capacitação é gratuita e destinada a jovens acima de 17 anos, com ensino médio completo (ou cursando o último ano) e que não trabalhem com programação.

 

466514_77986892

Profissionais de TI, a bola da vez no Brasil

É difícil acompanhar os avanços da tecnologia, e ainda mais complicado é viver sem ela. Tanto no trabalho quanto na vida pessoal ela se torna indispensável para a realização de tarefas. Por trás de tudo isso estão os profissionais de TI, trabalhando para a criação de novas ferramentas e garantindo que tudo funcione conforme o esperado.

“A tecnologia está presente em todos os setores da economia moderna. Isso vem colaborando para o crescimento dos salários e para a maior penetração das empresas em diversas regiões do país”, afirma Sergio Sgobbi, diretor de educação e recursos humanos da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

O cenário é favorável para quem já atua nesta área ou pretende ingressar no setor de tecnologia da informação no Brasil. Em pesquisa da Catho Online, serviço que reúne ofertas de empregos e currículos, revela que, só no último ano, os salários de TI no Brasil cresceram em média 10,78% – 60% acima da inflação. Em algumas especialidades, como programação, a alta chega a impressionantes 38%.

Com o avanço rápido do Brasil no setor, a escassez de bons profissionais é o maior problema. Estima-se que haja 115.000 vagas não preenchidas à espera de profissionais qualificados, e esse numero tende a aumentar. Por esta razão, empresas começam a entender a importância de valorizar mais seus profissionais.

 

Veja mais dados sobre a pesquisa e conheça as diferentes áreas de atuação da TI com a matéria: “Quer ganhar mais? Seja um craque em TI” do Portal da revista Info. 

Se você é da Grande Florianópolis, Tubarão, Criciúma ou Joinville temos uma boa notícia: O Geração TEC chegou a sua região! Aproveite esta oportunidade e entre para este mercado promissor de TI. Informação e inscrições: www.geracaotec.sc.gov.br

geracaotec_slide

Geração TEC abre inscrições em Lages nesta sexta-feira

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), está abrindo inscrições em Lages, a partir desta sexta-feira (14), para o programa Geração TEC. Com objetivo de formar mais profissionais na área de tecnologia, impulsionando o desenvolvimento econômico da região, serão abertas 100 vagas.

Para o secretário da SDS, Paulo Bornhausen, o Geração TEC abre um novo paradigma para o desenvolvimento de Santa Catarina. “Estamos  preenchendo um vácuo existente entre os cursos de formação técnica e as necessidades reais das empresas”, relata. Segundo Bornhausen, o grande diferencial é que o currículo do programa é montado em parceria com as empresas. “Estamos formando o profissional com a qualificação necessária para ocupar as vagas existentes. Tanto, que as empresas garantem a contratação de 80 por cento dos formandos”, enfatiza o titular da SDS.

Um mapeamento está sendo realizado para que o Geração TEC atinja todas as regiões do Estado. O programa tem apoio da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), além de instituições privadas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). “O setor tecnológico catarinense vive uma fase de grande expansão com a criação de novos polos regionais, mas que mantém os mesmos desafios da formação da profissionais com qualidade e em quantidade. O Geração TEC no planalto serrano será um importante indutor de crescimento para a região”, comenta o presidente da Acate, Rui Luiz Gonçalves.

Os cursos são gratuitos, para jovens acima de 17 anos, com ensino médio completo (ou cursando o último ano) e que não trabalhem com programação. As inscrições podem ser feitas pelo site www.geracaotec.sc.gov.br.

Geração TEC em Florianópolis

Na capital do Estado, o Geração TEC superou as expectativas do Governo. A princípio seriam 140 vagas, mas como o número de inscritos qualificados para o programa foi superior, a Fapesc se empenhou em buscar mais recursos e aumentar as vagas. Em Florianópolis, 210 alunos divididos em nove turmas recebem linguagens de programação de Java, C++, Delphi, PHP e .Net . Ao final do curso, haverá acompanhamento da dinâmica do mercado de trabalho em tecnologia por meio do monitoramento profissional dos participantes do programa.